Perguntas Frequentes

Q?

Qual é o equipamento necessário para fazer um salto tandem?

A.

O equipamento para salto consiste basicamente por:

Um “harness”, que é na verdade uma “mochila” que aloja obrigatoriamente duas calotes / asas: o principal e o reserva.
Um punho para a abertura da calote principal; outro para a desconexão (em caso de mau funcionamento); e um último para o acionamento do reserva.

O “harness” prende-se em torno dos ombros e pernas, ficando colado ao corpo do atleta. Além deste equipamento, utiliza-se também: óculos especiais; capacete; altímetro e outros. Hoje em dia, utilizam-se somente asas retangulares, que permitem controle total sobre a direção do paraquedas, além de serem bem mais suaves do que as asas redondas.

Q?

As aterragens são muito violentas?

A.

Com os equipamentos que a nossa escola utiliza, as aterragens são de tal forma suave que podem ser comparadas a um pequeno salto de uma cadeira.
Estes paraquedas são manobráveis, permitindo vencer grandes distâncias.

Q?

O medo é muito elevado?

A.

Sair de um avião a muitas centenas de metros de altura não é propriamente algo que se faça sem alguma dose de medo, até mesmo para quem já o tenha feito milhares de vezes.
No entanto, o medo é perfeitamente dominável para quem se propõe ao seu primeiro salto de paraquedas, aliás, raras foram as vezes em que alguém se recusou a sair do avião.
Nunca um instrutor irá “empurrar” um passageiro de tandem quando essa pessoa não estiver a conseguir dominar o medo.
O paraquedismo é um desporto emocionante por efetivamente o fator “medo” estar sempre presente.

Q?

Características do paraquedas de reserva.

A.

Tenha em consideração que uma asa principal só irá apresentar problemas caso seja mal dobrado ou caso abra em condições inadequadas, e mesmo assim, dificilmente irá “não abrir”!
Aquela velha pergunta: “E se o paraquedas não abrir?”, pode ser desconsiderada hoje em dia.
De qualquer forma, existe sempre o equipamento de reserva que contém uma estrutura mais simples que o principal e que é cuidadosamente dobrado e inspecionado por um profissional especializado, o “rigger”, logo, ao acionar um reserva, tenha certeza que ele NUNCA irá falhar.

Q?

Características do paraquedas principal.

A.

Esta asa, utilizada em todos os saltos, é fabricada com diversas características, de acordo com a sua finalidade.
Asa de Alunos: é grande e lente, não permitindo manobras bruscas e minimizando a chance de erros, para uma navegação e aterragem mais seguras.
Atletas Experientes: utilizam asas menores e portanto mais rápidas (radicais). Por serem mais velozes, exigem domínio e concentração por parte do atleta, principalmente em manobras velozes próximas ao solo.

Q?

Porquê saltar de paraquedas?

A.

Aventura… Liberdade… Emoção…! Estará em contacto com uma realidade de fortes emoções que irão muito além de qualquer explicação. Cabe agora a si a extensão de todas estas observações adequando-as à sua experiência vivida.
Nesta modalidade, poderá descobrir um desporto com muita segurança e que lhe proporciona uma beleza incrível.
Está comprovado que o paraquedismo não é apenas um desporto, mas sim, uma forma de vida!

Q?

Qual a diferença entre o paraquedismo e o parapente?

A.

Apesar de ambos os desportos utilizarem equipamento semelhante, os objetivos das duas modalidades são muitos distintas. O principal objetivo no parapente é voar com uma asa aberta o mais tempo e/ou longe possível, não existindo em momento algum, a queda livre. Já no paraquedismo, a Queda Livre é a principal atividade, servindo o paraquedas para aterrar o mais seguro e rápido possível.

Q?

Qualquer pessoa pode saltar?

A.

Todos os candidatos que tenham idade igual ou superior a 16 anos (com autorização parental para menores de 18 anos), peso igual ou inferior a 100 kg e que conferem as condições inscritas no nosso site, estão aptas a saltarem.
Não é necessário qualquer pré-preparação física extraordinária, pelo que, qualquer pessoas em condições normais pode saltar e experimentar uma das mais incríveis sensações que pode ter na vida: “Voar!”.

Q?

Em situação de emergência, o que fazer?

A.

Atualmente, é obrigatória a utilização de dispositivos de abertura automática nos paraquedas de todos os atletas/instrutores. Estes são acionados, automaticamente, no caso da pessoa passar a uma determinada altura e a uma alta velocidade, abrindo o reserva. Estes dispositivos garantem total segurança ao praticante, que numa situação extrema, o atleta poderia até mesmo estar desmaiado que o paraquedas de reserva abriria na mesma.

Q?

É necessário algum seguro?

A.

Para esta prática, é obrigatório que todos os paraquedista e alunos possuam um Seguro Desportivo de Acidentes Pessoais e um Seguro de Responsabilidade Civil, que são normalmente elaborados na Federação Portuguesa de Paraquedismo.
Para a realização de um salto tandem (salto acompanhado por um instrutor), não é necessário obter qualquer seguro, já que o seguro do seu instrutor estará automaticamente a cobri-lo também.

Q?

Tendo vertigens, é possível saltar?

A.

Uma sensação de tontura rotatória acontece quando normalmente existe uma perspetiva de distância, entre dois pontos.
Neste caso, esta situação não acontece, já que em queda livre, não terá “pontos fixos”, pelo que não causará qualquer sintoma de vertigem.

Q?

É possível comer antes do salto tandem?

A.

O ideal para a prática deste desporto é estar bem alimentado e hidratado, mas claro, sem exageros!
Se o seu salto estiver agendado para um horário próximo da hora de refeição, então aconselhamos um pequeno snack.
A ingestão de álcool é fortemente desaconselhada!

Q?

É possível saltar com óculos / lentes de contacto?

A.

Uma vez que saltará com óculos de proteção, é possível levar os óculos/lentes consigo, já que nunca correrá o risco de os perder, usufruindo assim de toda a paisagem durante o salto.

Q?

O que devo vestir?

A.

Aconselhamos vestuário e calçado confortável e de acordo com a estação do ano.
Para além do vestuário, ainda será fornecido o restante equipamento necessário para manter todo o conforto e segurança nesta atividade.

Q?

E se o paraquedas não abrir?

A.

Esta é normalmente a pergunta que toda a gente faz quando se fala em paraquedismo.
No entanto, este não é o verdadeiro problema dos paraquedistas, pois cada salto é sempre realizado com dois paraquedas: um principal e outro de reserva.
Os paraquedas são constituídos de forma a nunca falharem uma abertura, a não ser que sejam dobrados de forma deficiente.
Para além disso, os paraquedas utilizados em instrução possuem obrigatoriamente um sistema de segurança que torna impossível a chegada ao solo sem pelo menos um paraquedas aberto.

Q?

Saltar de Paraquedas, é perigoso?

A.

Segundo pesquisas francesas com base em estatísticas mundiais, os desportos mais perigosos acima desta prática, são os seguintes: 1 – Asa Delta; 2 – Alpinismo; 3 – BTT; 4 – Mergulho; 5 – Automobilismo; etc., o paraquedismo vem mais adiante.
É claro que o paraquedismo é um desporto de risco, porém esse mesmo risco é minimizado por uma série de equipamentos e comportamentos adequados que contribuem para que este seja um desporto cada vez mais seguro (mudança notáveis, quando comparado com a mesma prática há 10 anos atrás). O paraquedismo praticado atualmente, e portanto, mais moderno, é extremamente seguro!

Q?

Como oferecer um salto de paraquedas?

A.

Para oferecer um salto, deve utilizar, na página principal, o formulário para “Oferecer um Voucher!”.
Posteriormente ao seu devido preenchimento, receberá todas as instruções da aquisição via e-mail.
O voucher de oferta é enviado via e-mail com validade de seis meses.

Q?

Serviços de Fotografias e Vídeos

A.

Este serviço pode ser fornecido para qualquer salto superior aos 3000m. As fotografias são em alta resolução e o vídeo em HD.